Cartas de Motivação

Escrever a carta de motivação para um curso é um passo importante no processo de candidatura – é a base sobre a qual o grupo organizador seleciona os seus participantes.

Então, por onde começar? O que deves escrever? O que é que não deves escrever?

Estas orientações irão ajudar-te a escrever a carta de motivação. No entanto, tem sempre em mente que não existem instruções ou modelos perfeitos, pois estas dicas gerais são geralmente um ponto de partida para te ajudar a escrever uma boa carta de motivação, aumentando as tuas hipóteses de ser aceite.

O que escrever?

  • Algo sobre ti – o que estudas, o fazes no teu dia a dia, quais são seus hobbies, desportos que pratiques, e até que línguas estrangeiras falas … Os cursos BEST são sempre muito divertidos, por isso os organizadores precisam de saber se tu és uma pessoa divertida.
  • Porque é que queres viajar e ir ao estrangeiro, e porque é que queres ir a um evento BEST? É importante que os organizadores percebam que tens uma mentalidade internacional.
  • Porque é que te estás a candidatar a este evento em particular? Porque é que o tema te é apelativo? Como é que o conhecimento que adquirires te irá beneficiar (nos teus estudos, na tua futura carreira …)? Os cursos BEST, por exemplo, têm uma forte componente académica dependendo do nível do curso, por isso é importante que os organizadores percebam que tu estás realmente interessado no assunto! Naturalmente, se te estás a candidatar a um evento de lazer, então esta dica não se aplica.
  • Explica porque é que queres tanto visitar aquela cidade ou país. É muito recomendado que faças uma pequena pesquisa do local a que te estás a candidatar antes de escreveres a tua carta de motivação. Monumentos famosos, comidas e bebidas típicas, tradições, etc. Os organizadores gostam que os candidatos demonstrem um interesse genuíno do local a que se estão a candidatar.
  • O que é que tens para oferecer ao evento? Por outras palavras, porque é que os organizadores te escolheriam a ti? (Exemplos: que és muito bom no karaoke, que sabes dançar como Michael Jackson, ou que consegues contar mais de 100 piadas).
  • Muitas vezes é necessário dizer aos organizadores que tens um conhecimento mínimo sobre o tema do curso. Lê cuidadosamente as informações do curso que estão no site, com o intuito de descobrires essa informação.

O que não escrever?

  • A tua carta de motivação vai ser lida por estudantes, estudantes tal como tu. Portanto, não há necessidade de formalidades, como “Caro/a Senhor(a)”.
  • A carta de motivação não é um curriculum vitae (CV). Não te preocupes em listar as escolas onde estudaste ou as tuas notas, ou ainda os trabalhos que fizeste… Queremos saber mais sobre ti e sobre quem és.
  • Tem cuidado ao enviares a carta adequada para o local apropriado (não as mistures ou troques, se te candidatares a mais do que um evento!).
  • Copiar e colar cartas de motivação não é muito recomendado. Deves procurar fazer com que cada carta de motivação seja pessoal e única!
  • Não faças a tua carta muito extensa. Metade de uma página A4 é o ideal, e deve conter o suficiente para que os organizadores te conheçam. Se tua carta é maior do que uma A4, é possível que não cheguem a ler tudo. Por outro lado, se for muito curta os organizadores irão pensar que não estás suficientemente interessado no evento. Portanto, tenta manter um equilíbrio.
  • Evita submeter a tua carta no último minuto, assim evitas falhas que possam surgir no sistema de candidatura.
Estas são apenas algumas dicas gerais – aproveita as que quiseres, ignora aquelas que não te agradam, mas em qualquer um dos casos, usa a tua imaginação e estilos próprios e esmera a tua criatividade!